A RDF trabalha com o Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) que é uma aplicação em que a maior parte dos recursos é destinada à aquisição de direitos creditórios. Elas vêm dos créditos que uma empresa tem a receber, como duplicatas, cheques, contratos de aluguel e outros.


Os direitos creditórios são gerados a partir de valores que outras partes devem à empresa emissora. Do ponto de vista da empresa, ela está cedendo o direito dos recebimentos para o investidor. Do ponto de vista do investidor, ele está comprando uma dívida e o direito de recebê-la. Quaisquer créditos originados de operações realizadas nos segmentos financeiro, comercial, industrial, imobiliário, de hipotecas, de arrendamento mercantil e de prestação de serviços podem ser transformados em cotas de FIDC.


FIDC está entre as melhores opções de investimento, além de possuir riscos bem controlados, por ser uma aplicação de renda fixa, o rendimento é superior ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

Investimento